pvbet.io

Ligados & Integrados

pvbet.io - especialista explica como estimular o cio das matrizes

Falhas no manejo estão relacionadas à ausência de cio. Produtor deve observar e identificar fêmeas com dificuldade para entrar na puberdade

Antes de pensar na cobertura das fêmeas, o suinocultor deve ter certeza da qualidade do manejo que oferece a elas. Por exemplo, o intervalo entre cio das matrizes foi suficiente? A resposta vai definir também a quantidade de leitoas de reposição que vão ser necessárias. Geralmente, na preparação das leitoas pode surgir outro problema: a ausência do cio. Elas devem ser acompanhadas de perto e separadas em três grupos: primeiro: as que ciclam nos 10 primeiros dias depois da chegada à granja; segundo, as que ciclam entre 10 e 28 dias; e terceiro, as restantes.

Machos rufiões

As leitoas que não apresentam cio, provavelmente, são inférteis. Mas, claro, para evitar prejuízos, existe solução. O cio pode ser induzido com medicação injetável. De acordo com o médico veterinário Robson Kretschmer, após as leitoas chegarem à granja, há um percentual que já vai entrar no cio, mas, algumas delas não vão entrar. Por isso, elas são agrupadas. A partir dos 155 dias de idade, é feito um manejo de estímulo com os machos rufiões, que passam pelas baías tendo contato físico com as fêmeas. “Nosso colaborador na granja vai identificar quais fêmeas apresentam sinais de cio, como inchaço de vulva, inquietação e orelha em pé, e aceitar a monta”, explica. 

Robson também indica outras possibilidades para estímulo do cio, como reagrupar as matrizes com outras fêmeas. “Também temos terapias injetáveis. São bases hormonais que nossos técnicos de campo ajudam os integrados a usar. Elas agem no ovário para que as fêmeas passem a ciclar. Se, mesmo assim, a leitoa não apresentar cio, é preciso acionar o extensionista para identificar possíveis falhas de manejo ou até recorrer ao descarte. Não é interessante ter uma matriz velha, que vai entrar na puberdade, sem demonstrar cio”, explica. 

As fêmeas são estimuladas até os 240 dias de vida, no máximo. A partir daí, se a fêmea não apresentar cio, o produtor deve se preocupar. A falta de cio é desencadeada, geralmente, por falhas de manejo. “Para a leitoa demonstrar o primeiro cio, entrar na puberdade, na vida reprodutiva adulta, são vários fatores, como condição de alojamento e alimentação, mas, a principal técnica para induzir a puberdade, é o estímulo com o macho, o contato entre os animais”, finaliza.  

Gostou desse tema ou quer ver outro assunto relacionado à suinocultura? Envie sua sugestão para [email protected] ou para o número de WhatsApp (11) 97571 3819

pvbet.io Mapa do site