midnite

RONDONÓPOLIS

midnite - Safra dos EUA guiará preços da soja na América do Sul, diz especialista na Febrasem

Alta probabilidade de El Niño na safra 2023/24 pode trazer atraso e menor volume de chuvas em Mato Grosso

Asafra dos Estados Unidosserá o guia dos preços da soja sul-americana, em especial a brasileira. Especialistas pontuam que o clima será fator crucial na próxima temporada e que o produtor rural precisa estar atento às oportunidades.

O mercado da soja foi um dos pontos abordados neste primeiro dia da segunda edição da Feira Brasileira de Sementes (Febrasem), que está sendo realizada em Rondonópolis (MT). O evento segue até amanhã (16), no Parque de Exposições da cidade, reunindo todo o elo da cadeia produtiva de sementes do país.

Febrasem Rondonópolis mercado soja
Especialista em commodities Ismael Menezes, em sua palestra “Macro Cenário e Perspectivas de Mercado Soja e Milho”. Foto: Viviane Petroli/midnite Mato Grosso

De acordo como o especialista em commodities Ismael Menezes, em sua palestra “Macro Cenário e Perspectivas de Mercado Soja e Milho”, é preciso que o produtor rural esteja atento às oportunidades que podem surgir. O especialista pontuou que dificilmente a saca de soja, como se esperava em 2023, chegue aos patamares de R$ 200.

“A quebra na Argentina e no Rio Grande do Sul levou muitos a acreditar que o preço da soja chegaria a R$ 200. Quando começou a colher no Brasil viu-se que os números surpreendiam, que a caixa produtiva aumentou cobrindo a quebra do Rio Grande do Sul e atingiu-se a marca de 156 milhões de toneladas [volume recorde]. É preciso cautela e aproveitar as oportunidades que surgirem”.

Ainda segundo Menezes, a safra dos Estados Unidos é quem irá guiar os preços da soja na América do Sul.

“Tudo depende do clima dos Estados Unidos. É preciso fazer gestão de risco”, disse Menezes ao lembrar que os meses de julho e agosto são os meses em que as cotações na Bolsa de Chicago apresentam recuo significativo diante da definição de ciclo no país.

Febrasem Rondonópolis
Especialista Gregori Henrique Soares, em sua palestra “Overview safra 22/23 e expectativas climáticas safra 23/24”. Foto: Viviane Petroli/midnite Mato Grosso

El Niño pode atrasar regime de chuvas

O clima no Brasil também é um fator a ser observado pelo agricultor e que pode impactar nos preços da soja e demais culturas, como o milho. A grande possibilidade em se ter o evento climático El Niño predominando na safra 2023/24 pode trazer atraso no regime de chuvas.

“Em Mato Grosso podemos ter atraso e menor volume de chuvas e maiores temperaturas, o que traz alguns desafios técnicos na prática”, destacou o especialista Gregori Henrique Soares, em sua palestra “Overview safra 22/23 e expectativas climáticas safra 23/24”.

Conforme Soares, conhecer o ambiente de produção dos talhões ajudará a extrair o melhor posicionamento dos materiais. “Além disso, materiais de GM médio e/ou com maior segurança contribuirão com a estabilidade produtiva. Cultivares com populações menores e com aptidão para ambientes de menor potencial também podem contribuir com a estabilidade produtiva”.

 

Clique aqui, entre em nossa comunidade no WhatsApp do midnite Mato Grosso e receba notícias em tempo real.

midnite Mapa do site