apostaganhabr

Diversos

apostaganhabr - Brasil bate o recorde na exportação de farelo de soja em 2020

Além disso, houve uma troca de posições e patamar de aquisições entre os principais compradores do produto. Confira!

Para quem achou que a soja não bateria nenhum recorde em 2020, o farelo veio para salvar a lavoura. Em 2020 o país embarcou ao exterior um total de 16,9 milhões de toneladas do produto, ou seja, 1,8% a mais que os montantes vendidos em 2019 e 2018, ambos em torno de 16,6 milhões de toneladas. Os dados são da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

Em faturamento o país obteve um total de US$ 5,9 bilhões com as vendas de farelo de soja, mais que os US$ 5,8 bilhões de 2019, mas inferior aos US$ 6,6 bilhões faturados em 2018.

Quem mais comprou farelo do Brasil

A Indonésia foi o país que mais importou farelo de soja do Brasil, somando 2,248 milhões de toneladas, que custaram a eles US$ 791 milhões. Na sequência aparece a Tailândia com 2,235 milhões de toneladas.

Já na casa do 1 milhão a aparecem: Países Baixos (1,946 milhão de toneladas), Coréia do Sul (1,666 milhão de toneladas), França (1,641 milhão de toneladas) e a Alemanha (1,321 milhão de toneladas).

Em 2019 e 2018 o bloco chamado Países Baixos é quem mais comprava farelo de soja do Brasil, com 2,639 e 2,393 milhões de toneladas respectivamente. Depois dele sim apareceriam Indonésia e Tailândia, em segundo e terceiro lugar, respectivamente.

Complexo soja

No ano, o complexo conseguiu superar a marca de 101 milhões de toneladas vendidas ao exterior, faturando US$ 35,2 bilhões. Se colocado em perspectiva, esse total obtido representa 34,9% dos US$ 100,8 bilhões que o agro brasileiro faturou em 2020.

Em 2019 a participação do complexo soja no faturamento das exportações totais do agro ficou em 33,6%. Mas em 2018, o ano dos recordes, a participação do setor foi maior 40,1%.

Leia mais notícias sobre soja

apostaganhabr Mapa do site