todaybet.org

Aliança da Soja

todaybet.org - Setembro registra queda de 18% na exportação de soja para a China

Comparativo com o mesmo período do ano passado mostra uma baixa nos embarques para o país asiático

Em setembro deste ano, a China importou 5,936 milhões de toneladas de soja brasileira. Quando comparado com o mesmo período de 2020, houve uma queda de 18%. Os dados são da Administração Geral de Alfândegas Chinesa.

De acordo com o analista Guilherme Galan, diretor do Valor Rural, o ano de 2020 foi atípico, porque o país asiático realizou estoque de alimentos. “Eles fizeram no ano passado uma estratégia de estocar bastante. Eles estavam com o consumo de carne suína intenso e precisavam muito dessa soja. Então, esse ano, com os estoques voltando, o mercado começa a se regularizar”, comenta.

Apesar da queda prevista, Galan ressalta que a baixa foi além do esperado. “Quando a gente compara esse ano com o ano passado, a gente já previa uma queda, talvez não de 18%, foi uma queda um pouco a mais do que a gente esperava, mas havia já uma expectativa normal de haver uma desaceleração dessa importação de soja, principalmente pelo mercado chinês.

O preço da commodity é balanceado de acordo com a relação de oferta e demanda mundial. A China é o principal importador do grão brasileiro, comprando cerca de 70% do total embarcado. A baixa na demanda chinesa já trouxe impacto para os valores de mercado, tanto no físico como nos contratos futuros.

“Esse movimento da China e uma expectativa de uma grande oferta de soja, ela [soja] começa a desacelerar e, da mesma forma que no ano passado, nós tivemos muito extrapolado os preços, eles começam agora ir para algo um pouco mais normal. A gente fala que as commodities subiram de prateleira, só que agora estão buscando dentro dessa prateleira um preço um pouco mais real no mercado mundial” finaliza  diretor.

todaybet.org Mapa do site