aposta10

Aliança da Soja

aposta10 - especialista do Senar dá dicas para evitar problemas no plantio

Cuidados com o equipamento envolvem manutenção antecipada, regulagens durante o dia e atenção com o clima

O uso correto das máquinas no campo pode interferir na qualidade do plantio e da colheita e, consequentemente, na produtividade da safra. Os cuidados na hora de operar o maquinário envolvem manutenção, regulagem do equipamento e atenção com o clima.

O instrutor do Senar Goiás, Clesio Rodrigues da Silva, explica que o operador precisa ter atenção na lubrificação correta do equipamento. Outro cuidado é com as regulagens diárias, que devem ser específicas de acordo com o clima durante o dia.

“O clima determina tudo em relação ao plantio, pulverização e colheita. Então, tem que ficar bem atento na regulagem do material e, principalmente, na velocidade operacional da máquina”, comenta.

A manutenção mecânica do equipamento deve ser feita com antecedência, pelo menos 30 dias antes do uso. “Antes de começar já faz uma revisão completa porque essa máquina não pode quebrar lá na área, lá no campo quando se está colhendo. Tem que estar pronta para não ter problemas”.

A eficiência do maquinário é determinante para uma boa safra, já que o plantio na janela ideal garante mais produtividade na lavoura. Para os produtores que fazem a semeadura do milho segunda safra, após a colheita da soja, o manejo correto do maquinário vai impactar na boa produção.

“O clima está meio louco, a janela de plantio fica muito curta. Então, o produtor precisa estar bem atento em relação a umidade do grão. Quando ele entra na colheita de manhã vai estar com uma certa umidade. Já por volta do meio-dia até duas horas, o grão está com a umidade muito mais baixa, então, já é outra regulagem. Quando vai ficando mais tarde, já tem uma outra regulagem, então, no mínimo, esse operador tem que fazer umas cinco regulagens nessa máquina para ela manter o grão perfeito” finaliza.

aposta10 Mapa do site